Happy Days


IMG_0382

Durante 100 dias, desde o dia 24 de abril de 2014, eu colecionei Happy Days…estampados em fotografias e descrições num álbum de nome ‘100HappyDays’…

No Primeiro post do álbum eu lia no diário secreto da Gio que eu sou a ‘melhor mãe do mundo’… 😀 …e que belíssima maneira de se iniciar um projeto!

O objetivo era colecionar 100 grandes momentos da minha vida… publicá-los e provar que a vida é feita de pormenores que nos fazem felizes…A felicidade pode não ser constante, mas podemos encontra-la nos pequenos detalhes…E viajando por estas fotos eu pude constatar que eu já sou feliz há muito tempo! 😉

Durante este período eu amei e fui amada profundamente, realizei sonhos que sonhei desde sempre, vi obras memoráveis, criei obras, orgulhei-me das minhas filhas, da minha família, do meu amor, da minha casa, da paixão avassaladora que ainda sinto pelo meu Miki…Adorei ir, mas estive sempre feliz por voltar…
E nem o período mais difícil da minha vida fez-me parar de colecionar dias felizes!

Mesmo doente eu contabilizei dias de pura felicidade, mesmo que a felicidade fosse somente conseguir acordar, andar, comer, não sentir dores, ou sentir menos dores,…viver!…E tantos foram os dias que fiquei feliz porque tive a oportunidade de crescer e transformar-me!

Desde a primeira publicação tentava imaginar qual seria o Happy Day de número 100…Uma viagem? Um filho? Um novo sabor descoberto? Vento nos cabelos? Uma promoção como reconhecimento do meu trabalho? Um dia especial com as minhas filhas? Uma surpresa de amor? Um Natal especial? Um passeio pela praia de pés descalços?…

1

…Sonhava com o número 100, e nunca (jamais!) pensaria que seria um sorriso pleno de felicidade numa sala de uma livraria, sendo aplaudida por pessoas que estavam ali para estarem comigo numa sessão de autógrafos, que seriam dados por mim, de um livro que tem estampado na capa o meu nome, e uma figura pintada em aguarela que saiu direto do meu coração para o papel…

QUE DIA FELIZ! 😀

Que bela maneira de se fechar um ciclo…Que bela maneira de abrir um ciclo…

Eu, totalmente borboleta, feliz, plena, VIVA…sobrevivente…

Entrei na livraria, mãos frias, coração quente…sentia-o a pulsar freneticamente…não seria fácil controlar as emoções, e não foi! A voz embargada e a lágrima que teimava em cair, relembrando os momentos – tantos! – que sofri…e não só! Lágrima de felicidade plena, porque me sentia ali, inteira e feliz!!! Fechando um ciclo para abrir outro…Era mais um sonho se tornando realidade, trazendo com ele a minha incansável capacidade de sonhar, de volta…

4

Não foi por acaso que a música Dreams, The Cramberries grudou na minha memória neste dia, e eu cantarolei o tempo todo, mentalmente -feliz- com um sorriso que nunca desistiu de estar na minha cara…

Oh, my life is changing everyday
In every possible way
Oh, my dreams – it’s never quite as it seems
Never quite as it seems
(…)
I want more, impossible to ignore
Impossible to ignore
And they’ll come true, impossible not to do
Impossible not to do

O olhar de admiração das pessoas fez-me querer ainda mais o bem delas…desejei que cada uma daquelas pessoas transformassem as suas vidas em múltiplos álbuns 100HappyDays…Desejei que aquelas pessoas ali à minha frente nunca tivessem que passar pelos meus dissabores para descobrirem o que eu descobri, desejei que elas nunca tivessem a vida a escorrer pelas mãos, interrompida –e que jamais precisassem perder nada, como eu perdi, para entenderem que a vida é constituída dos pormenores que ignoramos todos os dias…E que é delicioso perceber nestes pormenores os momentos plenos de felicidade e prazer…

3

Desejei que as minhas palavras ecoassem dentro de cada um, fazendo reverberar um mantra a favor da vida e do amor e, como consequência, que os nós fossem desfeitos, as mágoas perdoadas, as vaidades vomitadas… e que cada pessoa pudesse ser moradia da bondade, da gentileza, do respeito pelo outro…e que a vida passasse a pulsar, frenética como o meu coração, em busca da felicidade dos pormenores…

E que delícia foi assinar cada um dos livros! E que delícia foi receber abraços calorosos, sorrisos encantados, palavras adocicadas e olhares ternos…

Eu fui mimada e a minha alma acarinhada por mil mãos generosas…E eu mimei e acarinhei a alma de cada pessoa que partilhou aquele momento comigo.

Fui, sou, serei eternamente grata ao Universo, que sempre conspira ao meu favor (mesmo quando não parece), pela grande oportunidade que vivenciei durante todos estes meses…contabilizando dias memoráveis e felizes…

2

E como sei que a felicidade não fica por aqui, passarei a contabilizar mais 100 Happy Days, e mais 100, e mais 100…porque lá na frente, quando a memória falhar, quero olhar para trás, para estas minhas colecções de 100 Happy Days, relembrar cada dia feliz e voltar a ser feliz revivendo estes momentos…

E como felicidade partilhada é mais saborosa, convido-vos a experimentarem esta deliciosa experiência de contabilizar momentos felizes…criem vocês também um álbum ‘100HappyDays’ e colecionem ali as fotografias dos pormenores diários que vos fazem felizes…exercitem o poder de abrir portas e janelas para a felicidade!

E sejam FELIZES!

‪#‎100happydays‬ (100)
‪#‎maeborboleta‬

 

Anúncios

One thought on “Happy Days

Gostou? Comenta ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s