Brasil! Ode à Minha Família!


Passou tão rápido, como piscar os olhos…E só agora (depois de quase quinze dias) consegui falar sobre o assunto: Brasil!

 Só agora as feridas da saudade começaram a cicatrizar, assim posso, através deste texto, falar direto aos corações que lá ficaram…

 

Foi especial como sempre estar no ninho, mas desta vez tinha o sabor doce do reencontro após tempos de tanta luta e azedume…a sensação que tive ao chegar em casa deve ser a mesma sensação do soldado quando, cansado e machucado, volta da guerra para a sua gente…

IMG_5448

Eu começo a ser feliz a partir do momento em que digo: VOU! 😀

 

 

Eu me entreguei de corpo e alma à minha família…sorri e chorei todas as emoções que senti, recebi de muitos lados amor incondicional, dedicação, entrega, respeito, cuidado e, sobretudo, gratidão…eles sabem o quanto a minha batalha tem sido difícil, mas sabem e confiam na minha vontade de estar aqui entre eles…

IMG_6961.JPG

Por isso vi tantos olhos brilhantes, tantos abraços apertados e mãos trémulas a acarinharem-me, vi vozes embargadas enquanto me agradeciam por ter lutado arduamente e por estar aqui agora…Vi choros de alívio, e também eu chorei aliviada porque não foi fácil estar doente longe de ‘casa’…

IMG_5533

 

E enquanto eu combatia com um exército que me maltratou de tantas formas eu quis muito estar no meu ninho, na minha casa, nos abraços quentes das minhas irmãs, no colo da minha mãe…

Enquanto eu morria por dentro era nelas que eu pensava para manter-me rija…somos mulheres de luta, de garra, de atitude! Pouco ou nada nos derruba, está no nosso DNA…mais do que resilientes ou persistentes, nós somos teimosas e voluntariosas  🙂 …aprendemos a nunca aceitar um não da vida…transformamos as nossas histórias com a força e a determinação das guerreiras…e olha que colecionamos muito NÃOS…e tratamos de transformá-los em SINS, na marra, na garra…Porque não há nada que não possamos, se queremos muito!!!

IMG_5598

O que trouxe na mala, de volta pra cá, foram histórias lindas de amor…memórias fantásticas, fotografias dignas de porta retratos…fui amada e mimada com amor incondicional, e por isso trouxe  ainda mais saudade e vontade de nunca mais estar longe da minha família…trouxe o medo de demorar mais um tanto para voltar a vê-las, e também o medo de não voltar a vê-las, de ser a última despedida… :/

…aprendi a lidar com a efemeridade da vida, e com isso aprendi a viver cada segundo como se fosse o último, mas com este aprendizado veio o medo, inevitável, constante, de acabar num segundo…

Também vieram na mala as lembranças deliciosas de uma Festa feita para mim…enquanto borboleta 🙂 …eram borboletas por toda parte… 🙂 Tudo minuciosamente preparado pelas minhas manas, a minha dinda e a Lilica (minha prima, mãe, amiga, pessoa tudo de bom, ex sogra, que eu amo de paixão 😛 ), foi uma festa organizada pela minha família materna e estavam lá todas as pessoas que deveriam estar; e tanto esforço fizeram para ter tudo lindo e perfeito…

 

…e depois de dez anos eu revi a minha avó…que delícia de avó, que saudade de tudo o que vivi na infância ao seu lado, que vontade de voltar a ser bem pequenina no seu colinho…

O cenário da festa não poderia ser mais perfeito – a casa da minha dinda (madrinha), mãe do Hugo, meu primo irmão que virou estrelinha cedo demais… 😦 …minha dinda é minha mãe, sempre esteve presente na minha vida, e a sua casa trouxe lembranças da minha adolescência…eram deliciosas as tardadas que eu passava na varanda conversando com os primos… foram lá os primeiros ensaios dos primeiros beijos que dei no meu primeiro amor – o Xande 🙂 Foi ali que vi o meu coração crescer e amadurecer, foi ali que comecei a ver a minha infância transformada, foi ali que as bonecas ficaram para trás trazendo um mundo novo de sensações e emoções…

Foi bom rever todo aquele filme numa festa linda dedicada à mim…uma áurea perfeita de união e amor verdadeiro entre família…

 

 

Não estive com meus melhores amigos, estive de ‘raspão’ com o Alex (sempre presente!)! 😀 Mas aqueles que queriam muito estar comigo estiveram… sem marcar hora nem lugar…simplesmente apareceu, porque eu não abri mão de estar o tempo todo ao lado das minhas irmãs…Eu pedi compreensão aos meus queridos amigos, não quis marcar programas ou saídas, não desta vez…estou em processo de reabilitação, ainda sinto-me doente, não tenho muita energia ainda, e eu realmente precisei estar assim em baixo das asinhas, recebendo de volta a energia que me foi arrancada a força…e por toda a compreensão, dos amigos em geral, das minhas queridas amigas de infância, de escola, de faculdade, de rua (…)eu agradeço milhares de vezes…eu sei que vocês gostariam de estar comigo, e eu também tenho muitas saudades, mas sei que compreendem…entendem o momento, e por isso agradeço-vos do fundo do coração!

 Fica aqui a promessa de um retorno rápido para, desta vez sim, comemorarmos juntos a nossa amizade 😉

Durante tantos dias ao lado das minhas manas, mamã, sobrinhos e cunhados fiquei mal acostumada 😛 …fui mimada com comidinhas deliciosas, os gostos da minha infância: pastel de vento, pão de batata, geleia de mocotó, tapioca, pipoca do Julio, carne seca com aipim… 😀 (sim, voltei de lá aos rebolões 😛 )

IMG_5516

Também mimei-os, mostrando que já sou meio portuguesa, com muito orgulho! 🙂 …e preparei-lhes uma caldo verde e um bacalhau na páscoa 😀 E que felicidade ver, espalhado por uma sala tão pequena, tanta gente importante pra mim… 🙂 Tanta boa vontade para estarmos todos juntos numa sala quente e apertada… 🙂 Costumo dizer que o único apartamento do Rio de Janeiro sem ar condicionado é o da minha mãe 😀 😛 …ela sente frio até aos 38 graus… 😀

E por falar em mamã… 🙂 …ahhh tão bom colo de mãe… 😀 Ela não saiu de perto de mim, o seu olhar doce me buscava todo o tempo, de manhã quando eu acordava tínhamos, as duas, o momento mais terno do dia…tomávamos o café da manhã juntas, calminhas, sempre na ‘converseta’…nunca faltava na mesa a minha tapioca, pão francês, requeijão, o meu chá e fruta… 😀 Ficávamos assim, só as duas, até os pequenos chegarem e trazerem a bagunça com eles 🙂

IMG_6893

E sobre o Sol que eu tanto preciso…bem, não pude estar ao sol por causa da radioterapia, mas precisei ir à areia buscar energia, precisei fazer esta ligação direta com a minha terra… e no fim do dia, festejei o pôr do sol e agradeci ao universo por poder ver este quadro real, tanta beleza que tratou de encher os meus olhos com a água salgada do mar… :..)

 

 

Também tive tempo de ficar triste e indignada com o que estão fazendo com o meu Brasil… 😦 Que diferença ver o Brasil agora, que degradação…que pena, tanto potencial sem controle nenhum…entregue, literalmente, às baratas de Brasília… :/

Mas não estou cá para falar de tristeza… 😀 E por isso lembrei-me dos meus filhos brasileiros 😛 tenho três: Bernard, Manuela e Marianna…e tanta alegria eles me deram em cada abraço, cada beijo, cada olhar, cada ‘te amo dinda’ que eles diziam tantas vezes… 🙂

Sou a maior fã dos meus sobrinhos, são crianças lindas e super humanas, tão pequeninas e já com tanta inteligência emocional…tantos valores importantes enraizados que os tornam crianças especiais, sobretudo num país onde os valores, muitas vezes, ficam em segundo plano…ou terceiro, ou mesmo inexistente…ir contra a corrente de uma educação onde só se está bem quando se pode tirar algum proveito, o famoso jeitinho brasileiro, não deve ser fácil, e por isso reconheço o grande esforço das minhas manas e os seus respectivos, na educação dos seus filhos…que orgulho ver uma geração de gente do bem crescer, e fazer parte deles 😀

E assim, com pozinho de pirlimpimpim, a história chegou ao fim…e o dia de voltar para casa chegou, e tal como sempre, choramos… e sofremos, e ficou um vazio abismal nos nossos corações…e mais uma vez coloquei o coração na garrafa e guardei lá dentro toda a dor e sofrimento de estar longe de casa…

:..)

IMG_5740

Sigo agora a minha doce rotina de volta, feliz, vivendo um dia de cada vez…

Até já meus amores! 😉

IMG_5742

 

Deixo aqui registrado todo o meu respeito por todas as famílias que cuidam dos seus entes queridos, doentes oncológicos…

O nosso caminho não é fácil de ser percorrido, mas entendo que o vosso também não…quando há uma pessoa doente toda a família fica doente também, e não sofre com as dores e dessabores no próprio corpo, mas sofre na alma por nos ver sofrer tanto…são soldados guerreiros que levantam as armas que têm para brigar junto!

Toda a minha gratidão à minha família e à todas as famílias que andam por estas trilhas…

Anúncios

14 thoughts on “Brasil! Ode à Minha Família!

  1. Ah como vc diz ” em pulgas” aguardando seu retorno breve!!! Claro que te entendo…. Acho que depois desse retorno aos braços da família sua recuperação vai ter a velocidade da luz, e o Alex sempre ele!mais ele é vizinho da tropa? :)… Siga em frente, agora é só vitória, e que Deus continue te iluminando, abençoando e te aguardando aquele abraço. Bjs

    Liked by 1 person

  2. Mana, minha mana… Estava mesmo aguardando, já meio ansiosa, pelas suas palavras sobre a vinda de vocês ao Brasil… Sempre com a magia e a doçura em traduzir tudinho que os nossos corações dizem baixinho!! Devem ser mesmo essas benditas asinhas que te fazem ter essa “magia “, esse olha sobre tudo e todos. O que posso dizer sobre sua vinda?? Falta muito ainda pra me recuperar da tua ausência e dos dias de luta que passei ” do teu lado” mesmo antes de te ver ao vivo e a cores! Preciso de muito mais de você e, sinceramente, acho que nunca vai ser suficiente… Sobre os mimos? Nada do que fizemos terá o mesmo valor do que ter você do nosso lado, seu calorzinho, seu sorriso aberto bem na hora que estamos te olhando (sem ser uma imagem congelada de fotografia)… Nada se compara a te beijar, te apertar (fiz muito isso e depois fiquei me perguntando se não te deixei cheia de dores, rsrsrs)!! Resumo da história: você é simplesmente isso – amor incondicional, saudade, coração na garrafa o tempo todo, sorriso, saudade, palavras sábias, saudade, parceria, saudade, força…e mais saudade… 😦
    Eu te amo, minha irmã!! E que venham logo muitos outros momentos como este!!

    Liked by 1 person

Gostou? Comenta ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s