A Minha Estrela

Hoje sou eu que abro o meu livro e tento apaziguar a minha dor pela perda da minha querida avó… hoje sou eu que relembro que o tempo que estamos aqui é uma missão… hoje sou eu que procuro as cores vivas das páginas para encontrar o lado positivo de tudo…


… hoje sou eu que preciso ler nas entrelinhas de um conto, que as memórias ficam, mas só as memórias…o toque, o cheiro a voz que outrora me fazia pensar que nada era perigoso nesta vida estão agora em outro lugar, longe de mim…
Ali por perto daquela casinha amarela rodeada de frutos e flores a vida era vivida com a intensidade e a despreocupação de quem tem uma heroína ao lado, encostada na porta a escolher os feijões para o almoço… Tudo era vida, nada era perigoso, só porque a vovó estava sempre ali por perto…para curar os joelhos esfolados e os corações partidos…
Hoje sou eu que tento acalentar o meu coração com memórias fantásticas de uma vida fantástica vivida ao lado da vovó.

Hoje sou eu a aprender a transformar tristeza em saudade…

Hoje agradeço à vida longa e cheia de histórias espetaculares da minha avó, que foi a base de uma família gigante, carregada de gente linda e do bem… Gente firme na vida que não verga à frente das dificuldades.

Hoje agradeço ao universo por ter tido uma avó que sempre foi exemplo de Humano, com o H mais maiúsculo que houver nesta vida…

Agradeço, sobretudo, a forma serena que ela viveu os seus últimos dias, apesar do barulho e das luzes e dos aparelhos à sua volta, ela lutou pela vida até o último segundo, deu luta e não se deixou ir assim tão fácil…

Morreu velhinha, confortável numa caminha aquecida por uma mantinha e pelo amor dos seus onze filhos e dezenas de netos e bisnetos.

Hoje depois de ler este livro vou estar certa de que a vida é mesmo uma missão, e a da minha avó foi linda, longa e inspiradora… Depois vou olhar para o céu e ter a certeza de que a vovó será recebida pelo vovô com um abraço terno e que de lá os dois vão continuar nos amando e cuidando de nós.

Vou deixar as lágrimas caírem e ouvir reverberar em mim as palavras que tantas vezes ouvimos, saindo direto do coração para a boca com um poder que, com certeza foi o mote para uma vida longa e realizada:

“EU AMO A MINHA VIDA!”

Obrigada minha querida vovó!


Agora vai… Vai ser Estrelinha no céu, vai brilhar e descansar desta vida longa e cheia de aventuras que teve, vai continuar a olhar por nós de outro prisma❤️

Um beijo enorme no seu coração gigante… Amo-a profundamente para todo o sempre!…


Sua neta.

“Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade
das tartarugas
mais que a dos mísseis.
Tenho em mim
esse atraso de nascença.
Eu fui aparelhado
para gostar de passarinhos.
Tenho abundância
de ser feliz por isso.
Meu quintal
É maior do que o mundo.”

Manoel de Barros

Encontros

Está semana encontrei a Cristina no Pingo Doce pertinho de casa, eu não conhecia a Cristina… ‘Desculpe… Ahn… Você é a Mãe Borboleta?’ 🙂 Tão querida… Reconheceu-me porque acompanhou a minha jornada em 2015, também vivendo o mesmo drama na … Continuar a ler

Um envelope…e toda a minha Gratidão!

Entre esquecer e lembrar, mesmo com a minha memória seletiva (isso dá muito jeito 😊💕) sigo lembrando, sem saudade, dos tempos difíceis que passaram por mim…

E quando há datas específicas que me fazem lembrar, obrigatoriamente, que sou uma doente oncológica ao invés de chamar em mim a tristeza de tempos de luta eu chamo a alegria de ser uma sobrevivente. As mazelas que ficam da briga com a doença me impedem de esquecer totalmente a minha condição, mas fico muito feliz em perceber que gradualmente algumas memórias vão se enfumaçando na minha memória…num degrade perfeitinho que começa com uma cor muito intensa e vai passando para um quase nada de cor…

Hoje é desses dias ‘especificos’ para lembrar da luta… hoje é dia de receber na memória o cheiro a canjinha que me enchia o quarto enquanto eu, nauseada, brigava com o meu corpo, querendo que ele acordasse para conseguir me alimentar, com o mínimo…

…o gosto amargo de químicos também vem visitar a memória, e o cheiro delicioso dos cabelos das minhas filhas trazem à lembrança a minha raiva, na altura, por sentir náuseas quando recebia delas os abracinhos mais calorosos….

O Dia Mundial de Luta Contra o Cancro celebra-se anualmente neste dia, 4 de fevereiro.

O objetivo do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro é desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre o cancro e informar sobre os fatos reais da doença.

O cancro continua a matar milhões de pessoas em todo o mundo!

Informar é o caminho mais seguro para convivermos com este mal, ainda inevitável…

Para mim, este é um dia de lembranças também…é curioso passear pela memória e verificar que bem pertinho desta data vão acontecendo coisas incrivelmente felizes na minha vida…desde entrevistas à lançamentos de livros, fatos importantes que marcam está data para mim.

Gosto de pensar que é o universo conspirando para se certificar de que eu ando a aproveitar bem o meu tempo enquanto sobrevivente 😃

E aqui confesso, caso o universo esteja a ler 😃 não há um dia na minha vida que eu diga: “que dia inútil! …não fiz nada!”

A intensidade dos meus dias deixam-me exausta no fim do dia, mas não há um dia sequer que eu não adormeça sorrindo…agradecida por mais um dia produtivo.

E para não fugir à regra, ao padrão imposto por este universo conspirador, cá estou eu, neste dia 4 de fevereiro, com borboletas no estômago, prestes a dar um passo largo numa estrada desconhecida mas lotada de cores e afetos, de intenções e vontades das melhores possíveis!

A SmArt Boom! Escola de Belas Artes, já é uma realidade! 😍

Este é um projeto que começou enquanto eu ainda lutava para permanecer viva, e quando a arte foi a protagonista mais eficaz num processo de renascimento profundo.

Este é um projeto de amor profundo e gratidão eterna…em analogia diria que estou colocando num envelope todas as cores e os afetos que existem dentro deste projeto, e estou enviando a este universo, que conspira ao meu favor…

Neste envelope escrevo:

A ARTE ME SALVOU!

Tirou-me da mesmal enquanto tudo a volta era cinzento…a arte permitiu-me viajar para um mundo saudável e colorido, quando eu saltava de cabeça para os quadros que pintava…

…e quando tudo a volta parecia o fim eu trocava a tela que estava a pintar e recomeçava a sonhar com dias melhores…

Nestes sonhos otimistas moravam a Natalyia, a minha querida professora de Belas Artes, ela nunca desistiu de mim, esteve presente e ativa ao longo de todo o processo! Fez-me acreditar que a Arte era o meio para a minha cura, e com aquele coração enorme deu-me as

ferramentas para que eu prosseguisse feliz e confortável…

Natalyia Hanzha continua ao meu lado, e estará para sempre, assinando comigo as páginas deste livro que vamos abrir!💕

Uma Escola de Belas Artes…😍 A nossa Escola!

…esta foi a maneira que encontrei de agradecer à Arte, tudo o que ela fez por mim, dando às outras pessoas a mesma oportunidade de ser, sentir, crescer, renascer!

Através da Arte…

Amanhã é mais um grande dia…a SmArt Boom! Escola de Belas Artes abre as suas portas para receber com toda cor e todo amor pessoas de todas as idades e com idade nenhuma…😊 Afinal, somos todos artistas em potencial, e a Arte é para Todos!

Subscrevo, com felicidade tamanha, e já nem caibo em mim 😃💕

VIVA A ARTE!Viva!❤️

Feira do Livro 2017

Fica a Dica 😉💕

Encontramos lá!? 😉💕

Vovó Estrelinha – O Livro

  “Era uma vez uma avó especial. Era avó e era estrela. Tinha um poder singular, lia os corações das netas – «Eu gosto tanto,tanto de ti que até dói!». Entendia que era importante ser feliz desde a infância e … Continuar a ler

Passatempo Mãe Borboleta


Vai a fan page da Mãe Borboleta no facebook e veja como pode participar do passatempo para ganhar livros e pins personalizados 😉💕

Beijinhos de Borboleta!!!

A Dor é uma Ofensa

A dor parece uma ofensa à nossa integridade física Clarice Lispector Não senti-me sozinha, embora estive efetivamente sozinha durante muito tempo, ao longo do tratamento… Dar abertura aos amigos e familiares para que estes possam abraçar a nossa luta pela … Continuar a ler

Feira do Livro

Mãe Borboleta!

Que Dia feliz! 🙂

Biblioteca Escolar

No sentido de comemorar o Dia da Criança,  as crianças dos Jardins de Infância da Borralha, Castanheira  Giesteira, e Recardães deslocaram-se à BE da Escola Fernando Caldeira para um encontro com a escritora e ilustradora Vera Ximenes. Durante o encontro, a escritora apresentou a obra ” Mãe Borboleta” e referiu “Eu sou a Mãe Borboleta…ou melhor…neste momento sou a Mãe Lagarta, visto que ainda ando a transformar-me dentro do meu casulo.(…)”.

De seguida a escritora, também ilustradora, dinamizou um Workshop de ilustração que muito agradou os pequenos participantes.Apresentação1

View original post

Things To Do!

  Foi sorrindo que eu comecei o ano de 2015…   Cheia de esperança, de planos, sonhos, objetivos…Nunca pensei na quantidade de lágrimas que eu derramaria, nem pensei na tristeza da possibilidade de estar gravemente doente… Afinal, é assim que … Continuar a ler