HOPE

Hoje uma das minhas redes sociais lembrou-me porque este é um dia tão importante na minha jornada desde que fiquei doente…Há quatro anos, exatamente quatro anos, a minha vida mudou por completo! A imagem que ilustra este dia é uma … Continuar a ler

A Dor é uma Ofensa

A dor parece uma ofensa à nossa integridade física Clarice Lispector Não senti-me sozinha, embora estive efetivamente sozinha durante muito tempo, ao longo do tratamento… Dar abertura aos amigos e familiares para que estes possam abraçar a nossa luta pela … Continuar a ler

Um Ano sem Quimio!

Um ano sem quimio…365 dias, contados nos dedos, para ter a certeza de que se foram – aqueles dias de terror, puro terror!… É verdade…o caminho é para frente, o que passou -passou, quem vive de passado é museu…E eu até … Continuar a ler

Sonhos de Borboleta

   

Things To Do!

  Foi sorrindo que eu comecei o ano de 2015…   Cheia de esperança, de planos, sonhos, objetivos…Nunca pensei na quantidade de lágrimas que eu derramaria, nem pensei na tristeza da possibilidade de estar gravemente doente… Afinal, é assim que … Continuar a ler

Happy Days

Durante 100 dias, desde o dia 24 de abril de 2014, eu colecionei Happy Days…estampados em fotografias e descrições num álbum de nome ‘100HappyDays’… No Primeiro post do álbum eu lia no diário secreto da Gio que eu sou a … Continuar a ler

A Gentileza dos Pormenores

A Gentileza dos Pormenores Desde que iniciei os tratamentos de quimioterapia, sempre que conseguia, estava no meu atelier às voltas das tintas e dos pincéis…pintar é terapêutico, e devo à arte a minha paz interior no meio de um grande … Continuar a ler

Cereja do Bolo

Caiu um cisquinho no meu olho… :.) Em menos de duas horas estarei estrategicamente deitada numa caminha fria, numa salinha cinzenta, ouvindo sons electrónicos das máquinas da radioterapia a funcionarem… Focos de luz apontados para os lugares onde tive moradores, … Continuar a ler

Memórias de Uma Mama

mamar

Eu e os meus delírios pré operatórios…:)

Estive a pensar na possibilidade de cada parte do nosso corpo ter uma memória…Tão interessante pensar nas memórias que guardariam 🙂

Inevitável para o meu peito seria, nesta hora de despedidas, relembrar quantas vezes ele alimentou as pessoas mais importantes da minha vida…

A memória maternal não poderia estar fora destas “memórias de uma mama”… 🙂

Alimentou de VIDA aos três filhos que alimentei, e mesmo que momentaneamente, criei um laço com o Vasquinho (o nosso priminho querido) para sempre, porque quando ele precisou de alimento encontrou-o aqui no meu peito e a visão de amamentar um filho cola na memória, com a cola mais potente do mercado…jamais me veria livre destas imagens, nem se quisesse! E nunca conseguirei ver o Vasquinho de forma diferente, é meu filho também 🙂 Continuar a ler

Mãe Borboleta – Explicando a Doença e o ‘Bichinho’

“A mamãe está doente, vocês entendem isto? Tenho um bichinho, na mama…aqui…é por causa dele que a mamãe vai se transformar…mas os nossos sentimentos continuam intocáveis! Vai tudo acabar bem, tal como na história da Mãe Borboleta…” Juliana: “Então tu … Continuar a ler